Modelos tiveram péssima avaliação na proteção ao tórax e também foram penalizados por não terem controle de estabilidade de série

Hyundai HB20 e Ford Ka, dois dos carros mais vendidos do país, zeraram os testes de colisão do Latin NCAP. Além do péssimo resultado na proteção da região do tórax, os veículos foram penalizados pela ausência de controle de estabilidade e frenagem de autônoma de emergência como itens de série.

Segundo relatório do Latin NCAP, o Hyundai HB20 mostrou que protege de modo satisfatório cabeça e pescoço do motorista. Já para a região do tórax, o modelo recebeu avaliação dentro da média. No entanto, o carro apresentou problemas no teste de impacto lateral contra barreira móvel. O veículo recebeu o pior score possível para proteção da região do tórax e, com isso, a nota automaticamente foi reduzida para zero.

O HB20 também foi muito mal no teste de efeito chicote. De 3 pontos possíveis, o campeão de vendas da Hyundai recebeu 0,14. Na proteção passiva para adultos, por não ter frenagem autônoma de emergência e tampouco controle de estabilidade, o modelo teve sua nota zerada. O impacto lateral contra poste não foi realizado, pois o HB20 não tem airbags laterais de série.

O resultado final do Hyundai HB20 foi de 19% para adultos, 10% para crianças, 43% para pedestres e 14% para tecnologias de proteção.

O modelo da Ford não teve desempenho tão diferente disso. O teste de colisão dianteiro ficou dentro da média. Para o Latin NCAP, o Ka apresentou, assim como o HB20, estrutura estável. No entanto, seu teste de impacto lateral também foi muito ruim – recebendo nota zero por conta da proteção da região do tórax. No teste de efeito chicote, péssimo desempenho lhe rendeu nota zero.

Por não ter airbags laterais, o modelo da Ford não fez o teste de impacto contra poste. O Ka também zerou na proteção passiva, já que não possui controle de estabilidade e nem frenagem autônoma de série. O resultado final do veículo foi de 34% para adultos, 9% para crianças, 50% para pedestres e 7% em tecnologias de proteção.

Em nota, a Ford disse que o Ka “atende e excede os requisitos legais de segurança nos países onde é comercializado. No protocolo anterior do Latin NCAP, o mesmo veículo foi classificado com 3 estrelas. A Ford está trabalhando para adicionar equipamentos de segurança de série na linha Ka, como controle eletrônico de estabilidade e airbags laterais”.

A Hyundai, por sua vez, diz que o “HB20 Nova Geração foi testado e classificado publicamente pelo Latin NCAP de acordo com parâmetros em vigor em 2019, na época de seu lançamento para os países da América Latina. Após o lançamento, o Latin NCAP divulgou um novo protocolo de teste, a ser aplicado em 2020, e que apresenta especificações mais elevadas de segurança”. A fabricante ressalta ainda que o resultado “é, de fato, a consequência dos novos parâmetros aplicados, que são muito diferentes dos testes anteriores”.

O post [Latin NCAP] Ford Ka e Hyundai HB20 tiram nota zero em teste de colisão com novo protocolo apareceu primeiro em Autos Segredos.