Em seu fim de vida, o Golf era ofertado somente na versão híbrida GTE que marcou o fim da história do hatch médio no mercado brasileiro

A sétima geração do Volkswagen Golf foi lançada no mercado brasileiro em setembro de 2013, agora, sete anos depois, o hatch médio mais famoso do mercado deixa de ser ofertado no mercado brasileiro. A última fornada do Golf VII no Brasil era da versão híbrida GTE que já saiu do configurador da marca colocando fim na história do modelo no país.

Quando tudo começou?

A estreia do Golf no mercado brasileiro foi em 1994 quando a terceira geração começou a ser vendida importada do México na versão GTI 2.0. Logo depois, as versões GL 1.8 e GLX 2.0 foram oferecidas no país.

A quarta geração começou a ser produzida no Brasil, em 1998. O Golf IV produzido no Brasil tinha versões com motor 1.6, 2.0 e 1.8 Turbo. A versão 2.8 VR6 com carroceria de duas portas chegou a ser fabricado no Paraná, sendo limitada a 100 unidades. Em 2007, a VW reestilizou o Golf IV e ele ficou conhecido como Golf 4,5. A produção do Gol IV em São José dos Pinhais foi encerrada em dezembro de 2013.

Golf VII chegou em 2013

Há sete anos, os hacthes médios ainda faziam sucesso no mercado brasileiro e a VW importou da Alemanha. As versões eram a Highline 1.4 TSI com opções de câmbio manual e o DSG de sete velocidades e a GTI 2.0 equipada com o DSG de seis marchas.

Já em novembro de 2014, o hatch passou a vir para o Brasil do México. Com a nova nacionalidade, o Golf VII passou a ser ofertado também na versão Comfortline.

Produção brasileira

A produção nacional do Golf VII começou em 2015. A apresentação ocorreu em janeiro de 2016. Nacionalizado, o hatch passou a contar com motorização 1.6 MSI. Em setembro de 2016, o hatch recebeu versão 1.0 TSI com câmbio manual.

Em junho de 2018, o Golf VII passou por um pequeno retoque visual e a versão 1.6 MSI foi descontinuada. Já o motor 1.0 TSI passou a ser ligado exclusivamente ao câmbio automático.

Começo do fim para o Golf VII

A jornada do Golf no mercado brasileiro começou março de 2019 quando as opções 1.0 e 1.4 TSI deixaram de ser ofertadas no mercado brasileiro. Por fim, a produção nacional do Golf foi encerrada no segundo semestre de 2019.

Com o fim do hatch produzido no Brasil, a única versão do Golf ofertada passou a ser a híbrida GTE, importada da Europa. Apesar de já ter a oitava geração em produção na Europa, o Golf GTE foi apresentado, em novembro de 2019, ainda na sétima geração.

Agora, pouco mais de um ano depois, a opção GTE do Golf sai do configurador da marca colocando fim na história de um quarto de século do hatch médio no Brasil.

Patentes da VII geração

Em março de 2020, a Volkswagen registrou patentes da Golf VIII no INPI brasileiro. Mas consultada à época, a marca alemã afirmou que não havia planos de vender a nova geração do modelo no mercado brasileiro.

Sem resposta

Nossa reportagem entrou em contato com a Volkswagen para saber se com o fim do Golf GTE a história do modelo chegou ao fim no Brasil. Porém até a publicação desta matéria o fabricante não respondeu aos nossos questionamentos.

Agradecemos ao leitor Pedro Lima pela dica.

O post Obituário: História do Volkswagen Golf chega ao fim no mercado brasileiro apareceu primeiro em Autos Segredos.