tiggo 8

O segmento de SUVs médios no Brasil está mais do que consolidado. E a próxima onda, que já começou a chegar, é a dos modelos de sete lugares. Neste comparativo de modelos familiares, o novato Caoa Chery Tiggo 8 encara o já veterano Volkswagen Tiguan.

O primeiro é fabricado em Anápolis (GO) e o outro vem importado do México. O Tiggo 8 é oferecido em versão única, TXS, com tabela de R$ 168.600. Para o Tiguan, o sexto e sétimo assentos estão disponíveis a partir da configuração intermediária, Comfortline, como a avaliada, que parte de R$ 175.140.

O Tiggo 8 venceu o duelo não apenas por ser R$ 6.540 mais barato, mas também por ter lista de equipamentos muito maior e motor 37 cv (25%) mais potente. No VW, as principais vantagens são as três primeiras revisões grátis e a franquia do seguro R$ 804 mais em conta. 

Logo no primeiro contato, o Tiggo 8 chama muito mais atenção que o Tiguan. O SUV da Caoa Chery tem porte imponente e visual moderno, enquanto o da VW tem estilo convencional e insosso. Esse mal acomete todos os atuais utilitários-esportivos da marca, que são muito parecidos uns com os outros.

Tiggo 8 e Tiguan têm medidas semelhantes

Em relação às dimensões, Tiggo 8 e Tiguan são parelhos. Os dois têm 4,7 metros de comprimento. Na largura (1,83 m no VW e 1,86 m no Caoa Chery) e altura (1,65 m e 1,70 m, respectivamente), a dupla também é bastante parecida.

caoa chery tiggo 8 volkswagen tiguan
Werther Santana/Estadão

Já na distância entre os eixos, a vantagem, de bons 8 cm, é do Tiguan. São 2,79 m e 2,71 m, respectivamente. Essa diferença se reflete no espaço interno.

volkswagen tiguan
Werther Santana/Estadão

A área para os ocupantes do Tiguan é maior, principalmente na segunda fila de bancos, com mais espaço em relação aos assentos da frente. Em contrapartida, o túnel central do Tiggo 8 é mais baixo. Isso garante mais espaço para as pernas.

Em ambos, a terceira fila de banco só acomoda bem crianças. Fora de uso, esses assentos podem ser recolhidos, de modo a ampliar a área do porta-malas.

Aliás, nesse quesito o Tiggo 8 é melhor. São 889 litros de capacidade, ante 686 l do Tiguan.

Só Tiggo tem chave presencial

De série, os dois modelos trazem seis airbags, controles eletrônicos de tração, estabilidade e velocidade de cruzeiro, assistente de partida em rampa e sensores de obstáculos na dianteira e na traseira. Aqui, o Tiggo 8 também sobressai.

Mas só no Caoa Chery há chave presencial com partida do motor por botão e acionamento remoto do ar-condicionado, câmera de 360º, controle de descida, painel virtual, carregamento de celular por indução (sem fio) e alerta de ponto cego. A tampa do porta-malas tem acionamento elétrico por aproximação e vários níveis de abertura. 

caoa chery tiggo 8
Werther Santana/Estadão

A favor do Tiguan estão o ar-condicionado com três zonas (duas no Tiggo 8) e a central multimídia com integração a Android Auto e Apple CarPlay. A do Caoa Chery “interage” apenas com o Apple CarPlay – o Android pode ser espelhado na tela, mas isso exige uma operação complicada. O teto de vidro, de série no Tiggo 8, é o único opcional (R$ 5.580) do VW.

volkswagen tiguan
Werther Santana/Estadão

Acabamento do Caoa Chery é melhor

No acabamento, a vantagem é do Caoa Chery. Os dois SUVs têm bancos de couro, mas só o Tiggo traz esse tipo de revestimento também no painel e nas portas. No Tiguan há um plástico emborrachado, que passa a impressão de ser mais pobre.

A ergonomia da cabine dos dois carros agrada. Cada um tem seu próprio estilo, mas em ambos os comandos estão à mão do motorista.

O Tiggo 8 vai bem ao oferecer mais porta-objetos. O Tiguan contra-ataca com as bandejas do tipo avião na parte traseira dos encostos dos bancos. Aliás, nos dois carros os assentos são confortáveis, mas os do Tiggo 8 são mais macios.

Posição ao volante é melhor no Tiguan

No VW, o motorista pode ficar em posição mais rente ao assoalho, o que aumenta a sensação de espaço para quem é alto. No Caoa Chery, o assento permanece elevado mesmo na regulagem mínima.

Os dois têm volante com ajustes de profundidade e altura. Isso facilita a tarefa de encontrar a melhor posição de guiar.



Tiggo 8 e Tiguan têm motores de quatro cilindros com turbo e câmbio automatizado de dupla embreagem. O VW traz um 1.4 flexível de até 150 cv e 25,5 mkgf. A caixa é de seis velocidades. No Caoa Chery está o 1.6 a gasolina de 187 cv e 28 mkgf e o câmbio tem sete marchas.

Só no Tiguan há opção de trocas de marcha por aletas atrás do volante. Os dois SUVs contam com opção de modo Sport. As transmissões fazem passagens rápidas e sem trancos.

Tiggo ganha no desempenho

O desempenho do Tiggo 8 é melhor tanto na cidade quanto na estrada. O SUV da Caoa Chery embala rapidamente e, mesmo quando está carregado, as respostas aos comandos do acelerador são vigorosas. Isso garante boas retomadas e ultrapassagens seguras. 

As suspensões do Tiguan são bem firmes, como é comum nos carros da VW. Em estradas sinuosas isso é bom, pois a carroceria oscila pouco. Ao encarar buracos e vias de terra, contudo, o sistema pode trazer algum desconforto aos ocupantes.

No Tiggo 8 o conjunto é mais macio e lida melhor com as imperfeições do piso. Por outro lado, a carroceria tende a balançar mais em curvas, embora isso seja pouco perceptível.

Os dois SUVs têm direção com assistência elétrica. A do Tiguan oferece respostas mais diretas. A do Tiggo 8 é mais leve e aposta na “pegada” familiar.

O consumo dos dois é parecido. Com um litro de gasolina, o Tiggo 8 pode rodar 9,8 km na cidade e 12 km na estrada. Ao ser abastecido com o mesmo tipo de combustível, o Tiguan pode rodar 10,1 km/l e 11,7 km/l, respectivamente. Os dados foram divulgados pelo Inmetro.

caoa chery tiggo 8 volkswagen tiguan

Prós e contras

Tiggo 8

Prós: Mecânica

Motor potente e câmbio de 7 marchas garantem boas respostas tanto na cidade quanto na estrada.

Contras: Espaço

O amplo porta-malas e o entre-eixos 8 cm menor que o do rival reduzem área na segunda fila de bancos.

Tiguan

Prós: Dirigibilidade

Posição ao volante e precisão da direção são sob medida para quem procura prazer ao dirigir.

Contras: Custo-benefício

VW é R$ 6.540 mais caro e não oferece tantas tecnologias e inovações quanto o concorrente.

O post Tiggo 8 e Tiguan fazem duelo de SUVs sete lugares apareceu primeiro em Jornal do Carro – Estadão.