Voltz

Os carros elétricos ainda estão distantes do Brasil, mas a indústria de duas rodas logo terá um representante em solo nacional. A Voltz, startup brasileira de mobilidade elétrica, vai aplicar R$ 100 milhões para construir sua primeira fábrica de motos na Zona Franca de Manaus. Os modelos da marca, claro, usarão motores elétricos e baterias de lítio.

A rodada de investimentos foi liderada pela Creditas, que fornecerá um montante de R$ 95 milhões à Voltz. O restante virá do UVC Investimentos, um fundo de Venture Capital do Grupo Ultra. Parte desse valor será destinada, portanto, à construção da fábrica na região norte do país. As obras terão início ainda neste ano de 2021.

Voltz
Divulgação/Voltz

Inicialmente, a Voltz investirá R$ 10 milhões na unidade manauara, e pretende produzir 15 mil motocicletas por mês. De acordo com o CEO da Creditas, Sergio Furio, espera-se que a iniciativa gere 500 empregos.

“Por lá, vamos fabricar uma série de peças, como pedais, retrovisores, pastilhas, discos de freios, entre outros”, comenta Renato Villar, fundador da empresa de veículos elétricos.

Portfólio da Voltz

A startup brasileira nasceu em Recife e está presente no mercado desde 2019. Atualmente, possui três modelos em seu portfólio: as motos elétricas EV1, EV1 Sport e EVS.

Voltz EV1 Sport

Para tanto, a montadora conta com motor desenvolvido pela Bosch e carenagem feita na China. Até o momento, a montagem dos produtos ocorre em Cabo de Santo Agostinho (PE), no centro de distribuição da Voltz.

Na configuração mais potente, com duas baterias de lítio de 60V, a scooter EV1 alcança os 100 km de autonomia, mas não ultrapassa os 60 km/h. Já no EV1 Sport, é capaz de percorrer 175 km com a carga completa da bateria, e a velocidade máxima atinge os 75 km/h.

VOLTZ EVS
Conforme informações da fabricante, o motor da EVS gera até 3.000 Watts de potência Divulgação/Voltz

Por fim, a EVS oferece duas baterias de 72V, que garantem autonomia de 180 km. Tal como uma moto de 160 cc, a street elétrica da Voltz acelera de zero a 60 km/h em 6 segundos, e chega aos 120 km/h. Conforme informações da fabricante, o motor gera até 3.000W de potência.

Para fazer a recarga, basta plugar as motocicletas em tomadas convencionais. Dessa forma, leva-se cerca de 5 horas para a bateria atingir a carga completa.

A empresa possui dois showrooms, um em São Paulo e outro em Recife, além de 30 filiais distribuídas pelo país. Entretanto, a vendas são feitas exclusivamente por meio dos canais digitais da Voltz.



Inscreva-se no canal do Jornal do Carro no YouTube

Veja vídeos de testes de carros e motos, lançamentos, panoramas, análises, entrevistas e o que acontece no mundo automotivo em outros países!

Inscrever-se

O post Voltz vai investir R$ 100 milhões em Manaus para fazer motos elétricas apareceu primeiro em Jornal do Carro – Estadão.