A Yamaha anunciou o fim da produção nacional da Super Ténéré 1200 DX ABS na fábrica de Manaus, no Amazonas, após uma década. Referência entre motos para viagens de longas distâncias, a maxitrail era vendida no Brasil desde 2010. E vai deixar saudades em muitos fãs.

A montadora não detalhou as razões para o fim da Super Ténéré. Contudo, é certo que a decisão teve influência direta das novas regras de emissões de poluentes nos países europeus. Apesar de as mudanças ainda não valerem no Brasil, os novos limites inviabilizaram a sua renovação.

Dessa maneira, a Super Ténéré 1200 DX ABS sai de linha sem deixar uma substituta capaz de brigar com bigtrails rivais como BMW R 1250 GS e Triumph Tiger 1200 XCx.

Nova trail Ténéré 700 será lançada no Brasil em 2021 e pode ganhar produção nacional
Arthur Caldeira/Estadão

Ténéré 700 nacional

Com o fim da Super Ténéré 1200 DX, a Yamaha certamente vai produzir outro modelo na fábrica da Zona Franca de Manaus, onde a japonesa, portanto, mantém sua operação desde 1985. E a nova Ténéré 700 pode ser a solução ideal. O modelo foi revelado há dois anos em Milão.

Uma facilidade é que a Ténéré 700 usa o mesmo motor bicilíndrico de 689 cc e 75 cv da naked MT-07. A perda de força em relação à antiga 1200 DX é grande, já que a maxitrail oferecia 112 cv a 7.250 rpm e um torque de 11,9 mkgf a 6.000 giros. Mas a trail intermediária tem suas virtudes.

Inscreva-se no canal do Jornal do Carro no YouTube

Veja vídeos de testes de carros e motos, lançamentos, panoramas, análises, entrevistas e o que acontece no mundo automotivo em outros países!

Inscrever-se

Uma delas é a ciclística mais robusta, obtida com o uso do quadro tipo berço duplo em aço, que é sustentado por suspensões de curso longo (210 mm no garfo dianteiro e 200 mm no monoamortecedor traseiro). Além disso, traz rodas raiadas calçadas com pneus de uso misto e com câmaras.

Operação firme em Manaus

Apesar do fim da Super Ténéré 1200 DX, a Yamaha segue com sua produção nacional em andamento. A montadora produz atualmente 15 motos, além de 8 modelos diferentes de veículos aquáticos e 32 motores de popa para uso náutico. Boa parte da produção é exportada para dezenas países.



O post Yamaha encerra produção da Super Ténéré 1200 no Brasil apareceu primeiro em Jornal do Carro – Estadão.